0-3. Tudo no seu devido lugar

O GD Fabril venceu de forma categórica na Verderena, o Barreirense, por 0-3. Exibição de muita qualidade da equipa fabril, em especial na primeira parte onde construiu o resultado. No segundo tempo limitou-se a controlar e até podia ter ampliado mais a vantagem. Com a vitória no dérbi a equipa fabril assume a liderança no campeonato.

A equipa da casa entrou muito agressiva e logo aos 4 minutos o árbitro Tiago Rodrigues não perdoou uma entrada violenta sobre Bruninho. A cor do cartão só poderia ser uma: o vermelho.

Se a equipa fabril já havia entrado confiante para a partida, em superioridade numérica ‘apenas’ teve de traduzir em golos toda essa confiança. E não falharam. Aos 17 minutos Bruninho assistiu Caramelo para o primeiro golo do dérbi do Barreiro.

Em vantagem a equipa fabril continuou a acelerar o encontro e esteve perto do segundo por intermédio de Iguarán. A equipa da casa limitava-se a parar o jogo sem argumentos para enfrentar o seu rival.

O segundo golo surgiu com naturalidade, aos 26 minutos. Jogada extraordinária de envolvimento pela esquerda, sempre ao primeiro toque, com conclusão rasteira de Bruninho ao primeiro poste.

Pouco depois (33′) surgiu o terceiro do GD Fabril!!! PP bisou na partida e o desânimo da bancada foi geral. O resultado tinha tons de goleada.

No reinicio da 2ª parte mais duas grandes oportunidades para a equipa fabril. Primeiro Bruninho e depois Matos (este com um remate forte à trave) mostraram que se a equipa fabril quisesse acelerar mais o jogo traria hoje da Verderena um resultado histórico.

Sem argumentos para contrariar a equipa fabril no relvado, a bancada barreirense teve o seu único momento de alegria no jogo quando o árbitro expulsou o técnico Jorge Prazeres, por este ter ‘violado’ a área técnica. Enfim, prioridades…

Onde realmente interessa, o Fabril poderia ainda ter ampliado mais a vantagem. Uma pena.

Com este resultado a equipa fabril saltou para a liderança, com 19 pontos, os mesmos que Barreirense e Cova da Piedade B.

.