Reviravolta dita primeira vitória do GD Fabril

O GD Fabril venceu! Depois de dois jogos onde o resultado não foi o esperado, a equipa fabril venceu (1-2), na Moita, o Oriental Dragon. Jogo grande, entre duas equipas que preocuparam-se em jogar futebol. A equipa fabril perdia ao intervalo mas conseguiu a reviravolta no marcador.

Assistiu-se a uma primeira parte jogada muito longe das balizas, com muita disputa a meio-campo. Sem oportunidades de ambas as partes o empate seria o resultado mais justo ao intervalo, no entanto, aos 43 minutos, um erro defensivo acabou por originar um cruzamento ao segundo poste que encontrou o corpo de França, tendo o médio involuntariamente introduzido a bola na baliza defendida por Dabó.

Em desvantagem ao intervalo, Jorge Prazeres lançou na partida Caramelo e PP. A equipa cresceu e começou a criar muito perigo junto da baliza adversária. Em consequência da forte entrada no segundo tempo a equipa fabril acabou por chegar ao empate, aos 55 minutos. Bruninho, de cabeça, respondeu da melhor forma a um cruzamento com peso e medida.

A equipa fabril sentia que era capaz de vencer o encontro e subia as suas linhas procurando o segundo golo. Não havia como evitar, hoje a vitória tinha de ser nossa. Iguaran, aos 65 minutos, foi lançado em velocidade, isolou-se, e atirou um ‘míssil’ ao ângulo da baliza do clube oriental. Foi a ‘explosão’ nas bancadas onde estavam presentes muitos adeptos do GD Fabril.

Em desvantagem a equipa da casa procurou chegar ao empate, mas encontrou pela frente uma equipa com muita entrega e raça, sem medo de ser feliz. Os ataques da equipa oriental foram sendo travados e o Fabril poderia mesmo ter ampliado a vantagem, por duas vezes.

O apito final chegou e com ele ouviu-se um grito de alegria. Foi uma vitória muito sofrida, frente a um adversário forte. Quando duas equipas jogam para vencer e pelo meio ninguém ‘atrapalha’, vence o futebol…

.