Fabril perde final da Taça mas deixa excelente imagem

Terminou o sonho, mas o orgulho não!  O GD Fabril/Autokuatrus perdeu (6-2) na final da Taça de Portugal, num jogo em que esteve a vencer (2-1) ao intervalo.


A equipa fabril sabia das enormes dificuldades que teria pela frente, no entanto procurou desde cedo contrariar o favoritismo do vice-campeão europeu. E até fez muito bem o seu trabalho. Yuyo, aos 6 minutos, inaugurou o marcador para delírio dos muitos adeptos fabrilistas presentes no Multiusos de Gondomar.
O Sporting acabou por reagir e chegar ao empate, aos 13 minutos, com um golo de Pedro Cary.
O GD Fabril não se intimidou com a reacção leonina e voltou à liderança do marcador, aos 17 minutos. Luís Fassy, com um grande golo, fez o 2-1 com que se chegou ao intervalo. De destacar a grande oportunidade desperdiçada por Joãozinho no último segundo do primeiro tempo.
No segundo tempo tudo foi diferente. O Sporting entrou muito forte e em apenas quatro minutos fez 3 golos. Cavinato (21′ e 24′) e auto-golo de Joãozinho (23′).
A equipa fabril em desvantagem, acusou o jogo e fisicamente foi perdendo as energias para dar a volta à situação. Acabou o Sporting por aproveitar para fazer ainda mais dois golos (Pany, 33′, e Dieguinho, 39′).
O apito final surgiu segundos depois e apesar da derrota a equipa fabril só pode sair de Gondomar com um sorriso nos lábios porque fez história.

Ficha de jogo
Final da Taça de Portugal de futsal
Pavilhão Multiusos de Gondomar

GD Fabril/Auto Kuatrus 2-6 Sporting (2-1 ao intervalo)

Árbitros: Eduardo Coelho e Raúl Maia
3.º árbitro: Wilson Soares
Cronometrista: António Almeida

GD Fabril/Kuatrus: Ivo, Joãozinho (cap.), Parente, Elvis e Wilson
Jogaram ainda: Zé, Grácio, Miguel, André, Pierre, Fassy, Bernardo, Yuyo e Rafa.
Treinador: Filipe Azinheirinha
Golos: Yuyo (6′) e Fassy (17′)
Ação disciplinar: Cartão amarelo a Wilson (12′) e a Parente (15′)

.