Empate com sabor a derrota


O GD Fabril empatou (1-1) com o Aljustrelense num jogo em que só a vitória interessava. A equipa fabril sofreu o empate aos 90’+1. Falta de eficácia na finalização foi decisiva.
A equipa fabril entrou bem no jogo e logo aos 3 minutos Ayo poderia ter inaugurado a partida. O golo acabou por surgir, aos 10 minutos, numa conversão de uma grande penalidade a castigar uma carga sobre Miguel Pimenta. Espanta não tremeu e deu vantagem à equipa fabril.
Aos 15 minutos de jogo há novo lance na área da equipa alentejana. Corte com o braço de um defensor do Aljustrelense que o árbitro entendeu como involuntário.
Manuel Correia foi obrigado a substituir, por lesão, Fábio Oliveira aos 31 minutos. Para o seu lugar entrou o jovem Farinha.
No segundo tempo o Aljustrelense entrou melhor e aos 52 minutos esteve perto do empate. A resposta do Fabril foi imediata (58′) e Ayo falhou o segundo golo após um passe de ‘morte’ de Jair. Aos 63 minutos o médio norte-americano voltou a estar perto do golo.
O árbitro da partida deu então 6 minutos de compensação – sem explicação – e foi logo no primeiro desses minutos que o Aljustrelense chegou ao empate. Livre directo frontal à baliza de Leo. A bola entrou no ângulo da baliza fabril…
No último lance do encontro Ayo aparece sozinho na pequena área com tudo para fazer o 2-1, mas não conseguiu acertar na bola. A equipa teve muita atitude mas faltou a sorte.
Grande destaque pela positiva para o apoio que a equipa recebeu das bancadas por parte dos adeptos e da claque Mancha Verde.

.